Skip to main content

No dia 2 de maio de 2015, entrou em vigor o Decreto-Lei °30-a/2015, que possibilitou a oportunidade de pedido de cidadania portuguesa para descendentes de Judeus Sefarditas o que sem dúvida beneficiou milhões de pessoas a conquistarem sua dupla cidadania. No entanto, você já se perguntou quem são os Judeus Sefarditas e por quê temos direito à cidadania por esta via?

Quem foram?

O sobrenome Sefardita tem ligação direta com a região que era habitada pelos judeus, em Sefarad na Península Ibérica. Registros dizem que esses descendentes portugueses viveram por séculos preservando seus costumes e tradições, chegando até a fazer parte de cargos importantes na monarquia existente na época.

Entretanto, ao final do século XV, essa população sofreu uma grande perseguição religiosa na Espanha, coordenada pelos reis da época, D. Isabel e D. Fernando, onde foi exigido aos judeus abrir mão das suas tradições, e principalmente, abdicar de sua religião e se render ao Catolicismo. Estima-se que isso motivou mais de 100 mil judeus a migrarem do território espanhol para Portugal, onde foram aceitos pelo rei da época, D. João II.


Perseguição em Portugal: No ano de 1495, os judeus sefarditas viram o seu refúgio em Portugal ficar ameaçado com a morte do rei D. João II, que veio a ser substituído por D. Manuel I. Este por sua vez, que já vinha sendo pressionado por alguns parlamentares portugueses a unificar a religião em Portugal, casou-se com a filha de D. Isabel e D. Fernando, o que foi o estopim para novamente ser decretado obrigatório a conversão religiosa por parte dos Judeus Sefarditas ao catolicismo, sob pena de ter seus pertences e bens confiscados, além de correrem o risco de perderem a própria vida. Vivenciando essa segunda onda de ataques, os Sefarditas fugiram para diversos países e muitos deles escolheram o Brasil, e este é um dos motivos que temos tantos descendentes destes judeus por aqui no país.
Consulte agora

Como saber se sou Descendente Sefardita? O primeiro passo é você colher o maior número de dados possíveis sobre seus ancestrais, sendo pais, avós, bisavós.

Essas informações podem ser:

  • Local de Nascimento e/ou Casamento e/ou Óbito;
  • Data de Nascimento e/ou Casamento e/ou Óbito;
  • – Nome completo;

Desta forma, um genealogista conseguirá utilizar esses dados para analisar seu cenário e te auxiliar durante o processo de verificação de descendência Sefardita. Nós te auxiliaremos com todas as informações necessárias para você descobrir se é um descendente de Judeu Sefardita.Entre em contato com nossos genealogistas em: [email protected] e descubra sua ancestralidade com uma Pesquisa Genealógica. Você pode ter direito a nacionalidade portuguesa!

Leave a Reply

Fale Conosco