Skip to main content

O número de brasileiros sonhando em obter a dupla cidadania portuguesa não para de crescer. A possibilidade de viver legalmente em território europeu vem despertando a atenção de cada vez mais pessoas, seja através da cidadania por atribuição, para aqueles que são filhos ou netos de portugueses, quanto por naturalização, que pode ser conquistada por diversas vias: matrimônio, tempo de residência, sefardita e outras.

O processo para obtenção de nacionalidade não é tão simples, precisamos recolher o máximo de informações e registros que comprovem ligação efetiva há um cidadão português, além de processos e burocracias inevitáveis para o êxito do seu pedido. No entanto, o que fazer quando na hora de dar entrada no seu processo faltar algum documento? Vamos entender um pouco melhor como prosseguir nesta situação e a importância do genealogista neste cenário.

Junca Montesinho ou Jacob Montesinho (nome recebido ao nascer) tem em sua vida e nos caminhos dos seus descendentes, um panorama do processo que levou os judeus sefarditas da região ibérica a exercer uma influência de grande importância no processo de estruturação econômica e cultural do Brasil, mesmo que através da discrição que era necessária em meio a situação de ilegalidade atribuída a eles. Junca Montesinho nasceu na cidade histórica de Castela na Espanha por volta de 1460, onde teve três filho com Micol, antes de partir para o município de Barcelos, Braga em 1492, seguindo uma tendencia sefardita de imigrar para Portugal devido ao temor causado pela implantação dos Tribunais do Santo Ofício na Espanha.

Não se preocupe!

A primeira coisa que precisamos entender é que está tudo bem. Você pode dar entrada no processo a qualquer momento, desta forma, caso você não tenha algum documento ou registro em mãos, nós da Portugal Simples iremos em busca destes.

Vale destacar que os documentos necessários irão variar de acordo com a via pela qual se está solicitando.

A comprovação de vínculo, assim como a busca por registros antigos de antecedentes pode ser complexa, alguns documentos podem estar em estados e até países diferentes aos do solicitante. Outro fator são papéis que podem exigir tradução por se encontrarem em idiomas diferentes, desta maneira, o conhecimento técnico pode ser uma vantagem para o êxito do seu processo.

Preciso contratar um profissional?

Não é obrigatório a contratação de um profissional de genealogia para dar entrada no seu processo, você mesmo pode realizar esta ação. No entanto, já entendemos que muitas vezes podemos encontrar barreiras durante a jornada para obtenção de dupla cidadania que poderiam ser evitadas ou resolvidas com maior agilidade e facilidade, se você tiver o apoio de um profissional com conhecimento técnico e disposições que podem maximizar as chances de êxito do seu pedido.

A importância do genealogista

A importância do genealogista

O genealogista é o profissional especializado em pesquisar informações relacionadas a sua ancestralidade. Ele irá te ajudar a explorar seus antepassados e encontrar os documentos e informações necessárias para comprovação do seu vínculo, desta forma, as chances de você conseguir reunir todos os documentos necessários e evitar surpresas na hora de dar entrada no seu processo é muito maior.

Outro ponto é a experiência em realizar buscas e extração de informações, este conhecimento ajuda a direcionar as buscas e agilizar a reunião dos registros necessários para validação do seu pedido de cidadania e consequentemente a conclusão do seu processo.

Ficou com alguma dúvida?

Agora você já sabe como prosseguir para reunir os documentos que faltam para efetivar o seu pedido de cidadania. Caso você tenha ficado com alguma dúvida, ou precise de ajuda para o seu processo, entre em contato com nossos profissionais que iremos auxiliar você em todas as etapas da sua jornada rumo a sua cidadania portuguesa!

Leave a Reply

Fale Conosco